Sunday, December 26, 2010

Five Ways to Take Charge of Your Own Networking

 BNI´s Founder and Chairman, Ivan Misner has been speaking and writting about networking for a very long time. He also supports the CNO - Chief Networking Officer concept as stated in this recent article below.

Among large companies -- take Google and HP, for instance -- there's a trend to create a new executive-level role called Chief Networking Officer. Some businesses call the role Community Manager.

Whatever you choose to call it, the CNO is the person who handles business networking and community-related activities, and the responsibilities range from developing word-of-mouth campaigns to referral-generation strategies. Other roles of the CNO include client relationship management, public relations, inter-departmental collaboration, corporate culture and relationship advertising and marketing.

In this article, I will focus on two roles of the CNO: word-of-mouth campaigns and referral-generation strategies. If you want to network like a pro, these roles should be the principal focus of your CNO.

First, let's address the thought that probably just popped into your head: "Hey, I run a 10-person (four-person/one-person) organization; how can I afford to hire a CNO to do my networking? Quite frankly, there never seem to be enough resources to take care of all the things the business needs, let alone hire an executive-level person."

But you don't have to hire a new executive. As the business owner, you're probably filling that job in one way or another already. Here are five actions you can take to be the Chief Networking Officer for your company.

1. Participate in two to three networking events each month, and follow up with people you meet. As a smart, enterprising businessperson, you already know the importance of networking and how vital it is to meet new people. However, one of the biggest mistakes people make is failing to follow up.
By adopting a CNO mindset, you recognize that meeting new folks while networking is just the first step toward generating more word-of-mouth business. The second step is meeting them later over coffee or lunch to learn more about their business and how you can help them. When you do that, you pave the way for future referral business.

2. Touch base with past business contacts by making two personal phone calls each week. Again, if you're like me, you've got so much going on that the thought of making two more phone calls is almost too much. But remember, a CNO's job is maintaining relationships and generating referrals. And that can't happen unless you stay in touch.

3. Use postcards and greeting cards to stay in touch with people throughout the year. A good time to do this is on annual holidays -- and not just Christmas or New Year's, but also St. Patrick's Day, Memorial Day, Independence Day, Labor Day and Halloween.

Buy a pack of 20 cards and send them to people you've fallen out of touch with and with whom you'd like to reconnect -- past clients, past vendors, a friend of a friend, another business owner you chatted with at your local coffee shop a few months ago. This will keep you foremost in these people's minds.

4. Take good care of your database. A CNO should have a top-flight contact database and contact management system (CMS) to help her stay organized. It can be as simple as a physical card file or as high-tech as an online data site. It just needs to be something you can use so business cards aren't falling off your desk.

Database management software can supercharge your referral-generation system. Because there are data entry fields for many different kinds of information (e-mail address, phone number, profession, where you met the contact, etc.), you can sort and target e-mails to particular segments of your database with a few clicks of the mouse. There are several CMS systems, including ACT, Microsoft Outlook, and Relate2Profit.com.

The reason these systems are so important for a CNO is because his contacts are his business. You can't get referrals unless you have relationships, and you can't have relationships unless you stay in touch and up to date with contacts. A good contact database and contact management system enables you to do both while creating a powerful word-of-mouth marketing campaign.

5. Always thank your referral partners. A referral partner is not simply a contact who gives you referrals every once in a while; a referral partner is someone with whom you have entered into a relationship that is mutually trusting, respectful and beneficial.

Maintaining that relationship means, among other things, thanking your contact for referrals. It's just good manners.

Thanks can and often should take the form of reciprocation, of course; get a referral, give a referral. But reciprocity doesn't require such a quid-pro-quo response, and indeed it might seem a bit artificial if it happened as a matter of course. Gratitude by reciprocity should be given freely and abundantly, not in measured response to the number of referrals received. A referral partnership should never be viewed as a simple accountancy.

Extending a simple "thank you" is probably the single biggest action a CNO can take to maximize the number of referrals he gets. It will typically double the amount of referral business he gets from an existing referral partner.

Every business should have a CNO, but you don't have to hire one. You just have to take on the CNO mindset.

Saturday, December 25, 2010

Fazer a Diferença

Uma professora de determinado colégio decidiu homenagear cada um dos seus formandos dizendo-lhes da diferença que tinham feito em sua vida de mestra.

Chamou um de cada vez para frente da classe. Começou dizendo a cada um a diferença que tinham feito para ela e para os outros da turma.

Então deu a cada um uma fita azul, gavada com letras douradas que diziam: "Quem Eu Sou Faz a Diferença".





Mais adiante, resolveu propor um Projeto para a turma, para que pudessem ver o impacto que o reconhecimento positivo pode ter sobre uma comunidade.

Deu aos alunos mais três fitas azuis para cada um, com os mesmos dizeres, e os orientou a entregarem as fitas para as pessoas de seu conhecimento que achavam que desempenhavam um papel diferente. Mas que deveriam poder acompanhar os resultados para ver que homenagearia que, e informar esses resultados à classe ao fim de uma semana.

Um dos rapazes procurou um executivo iniciante em uma empresa próxima e o homenageou por tê-lo ajudado a planejar sua carreira. Deu-lhe uma fita azul, pregando-a em sua camisa. Feito isso, deu-lhe as outras duas fitas dizendo:

"Estamos desenvolvendo um projeto de classe sobre reconhecimento, e gostaríamos que você escolhesse alguém para homenagear, entregando-lhe uma fita azul e mais outra, para que ela, por sua vez, também possa homenagear a uma outra pessoa, a manter este processo vivo. Mas depois, por favor, me conte o que perceber ter acontecido".

Mais tarde, naquele dia, o executivo iniciante procurou seu chefe, que era conhecido, por sinal, como uma pessoa de difícil trato. Fez seu chefe sentar, disse-lhe que o admirava muito por ser um gênio criativo. O chefe  pareceu ficar surpreso. O executivo subalterno perguntou a ele se aceitaria uma fita azul e se lhe permitiria colocá-la nele. O chefe  surpreso disse: "È claro. Afixando a fita no bolso da lapela, bem acima do coração, o executivo deu-lhe mais uma fita azul igual e pediu: Leve esta outra fita e passe-a a alguém que você também admira muito". E explicou sobre o projeto de classe do menino que havia dado a fita a ele próprio.

No final do dia, quando o chefe chegou a sua casa, chamou seu filho de 14 anos e o fez sentar-se diante dele. E disse:

"A coisa mais incrível me aconteceu hoje. Eu estava na minha sala e um dos executivos subalternos veio e me deu uma fita azul pelo meu gênio criativo. Imagine só! Ele acha que sou um gênio! Então me deu esta fita que que Quem Eu Sou Faz a Diferença". Deu-me uma fita a mais pedindo que eu escolhesse outra pessoa que eu achasse merecedora de igual reconhecimento". Quando vinha para casa, euquanto dirigia, fiquei pensando em quem eu escolheria e pensei em você.

Gostaria de homenageá-lo. "Meus dias são muito caóticos e quando chego em casa, não dou muita atenção a você. As vezes grito com você por não conseguir notas melhores na escola e por seu quarto estar sempre uma bagunça. Mas por alguma razão, hoje, agora, me deu vontade de tê-lo à minha frente. Simplesmente, sabe, para dizer a você , que você faz uma grande diferença para mim. Além de sua mãe, você é a pessoa mais importante da minha vida. Você é um grande garoto, filho, e eu te amo!"

O menino pego de supresa, desandou a chorar convulsivamente sem parar. Ele olhou seu pai e falou entre lágrimas.

"Pai, poucas horas atrás eu estava no meu quarto e escrevi uma carta de despedida endereçada a você e à mamãe, explicando porque havia decidido suicidar e lhes pedindo perdão". Pretendia me matar enquanto vocês dormiam. Achei que vocês não se importavam comigo. "A carta está lá em cima, mas acho que afinal, não vou precisar dela mesmo." Seu pai foi lá em cima e encontrou uma carta cheia de angústia e de dor.

O homem foi para o trabalho no dia seguinte completamente mudado. Ele não era mais ranzinza e fez quetão de que cada um de seus subordinados soubesse a diferença que cada um fazia. O executivo que deu origem a isso ajudou muitos outros a planejarem suas carreiras e nunca esqueceu de lhes dizer que cada um havia  feito uma diferença em sua vida... Sendo um deles o  filho do próprio chefe.

A consequencia desse projeto é que cada um dos alunos que participou dele aprendeu uma grande lição. De que "Quem Você É Faz sim, uma Grande Diferença".

Você não precisa passar isso adiante para ninguém... Nem para duas nem para duzentas pessoas.

Continue a sua vida como você acha que está bom para você.

Por outro lado, se quiser, pode enviar para aquelas pessoas que significaram ou significam algo para você, sejam quantas forem. Ou por outro lado, simplesmente sorria quando lhe escrevo que estou lhe mandando isso porque você é importante para mim, cada um de vocês é importante para mim, senão não os teria incluido na minha lista de envio. Quem você é na minha vida, faz muita diferença para mim, e eu queria que vocês soubessem disso.

Eis aqui a sua fita azul! Tenha um excelente fim de semana. Com Deus, sempre!

Share / Save / Bookmark

Wednesday, December 22, 2010

Executive Secretary, Business Networks Co-Manager


Imagine that you become a CNO - Chief Networking Officer, ie, a mega strategist and business networks manager of a large company. One of the first things to do is assemble a team of co-managers, since this is a very arduous task for a single professional. What will be the first group of professionals that you seek?


Did it right who responded executive secretaries. Here are just 7 reasons for this decision:

1. In general, executive secretaries are in business for a long period or accompany a career of a top executive for several years;
2. Top executives look at staff of their personal knowledge and whom they ease to work with, a professional who already knows all about them and do not need extra training;
3. These professionals are increasingly qualified and involved into the business environment;
4. They have direct access to the entire network of relationships to the Board and are responsible for organizing these contacts;
5. They manage all calls and schedule appointments;
6. They are dedicated and committed partners of their leaders;
7. They know who to deal with and how to treat each person within the organization, accelerating the understandings among all stakeholders.

According to Stefi Maerker, Executive Director of SEC Talentos Humanos, one of the leading recruitment, selection and training companies specialized in executive secretaries in Brazil, "the most modern professionals are more participative, collaborate on projects, organize schedules and manage processes. " This is exactly the profile of a business networks co-manager.

Therefore, we recommend talking to all the executive secretaries and check if they will be willing to assist you in your initial task of organizing and mapping out the entire network of relationships that can generate effective business for the company in a relatively short time.

In fact, every company is sitting on this gold mine without giving it due attention .... so far. Hands-on and good luck!


Octavio Neto Pitaluga
TEN - Top Executives Net
CNO - Chief Networking Officer

Share / Save / Bookmark

Tuesday, December 21, 2010

Secretária Executiva, Co-Gestora de Redes de Negócios

Imagine que você se torna um CNO - Chief Networking Officer, i.e., um mega estrategista e gestor de redes de relacionamentos e negócios de uma grande empresa. Uma das primeiras coisas a fazer é montar uma equipe de co-gestores, visto que, essa é uma tarefa muito árdua para apenas um profissional. Qual será o primeiro grupo de profissionais que você procurará?


Acertou aquele que respondeu secretárias executivas. Vejamos apenas 7 motivos para tal decisão:
  1. Em geral, elas estão na empresa por um longo período ou acompanham a carreira de algum top executivo há vários anos;
  2. Os executivos as buscam pelo conhecimento pessoal e pela facilidade de já trabalhar com uma profissional que conhece tudo a seu respeito e de não precisar treinamento extra;
  3. Elas estão cada vez mais qualificadas e inseridas no ambiente de negócios;
  4. Possuem acesso direto a toda a rede de relacionamento da Diretoria e são responsáveis por organizar esses contatos;
  5. Gerenciam todas as ligações e agendamento de compromissos;
  6. São parceiras fiéis e dedicadas de seus líderes;
  7. Sabem com quem tratar e o que tratar com cada pessoa dentro da organização, acelerando os entendimentos entre as partes.
Segundo Stefi Maerker, Diretora Executiva da SEC Talentos Humanos, uma das maiores empresas de recrutamento, seleção e treinamento de secretárias executivas no Brasil, "as secretárias mais modernas são mais participativas, colaboram em projetos, organizam agendas e administram processos". Esse é exatamente o perfil de um co-gestor de redes de relacionamentos e negócios.

Portanto, recomendamos conversar com todas as secretárias executivas e verificar quais estarão dispostas a ajudar na sua tarefa inicial de organizar e mapear toda a rede de relacionamento que poderá gerar negócios efetivos para a empresa num prazo relativamente curto.

Na verdade, toda empresa está sentada nessa mina de ouro sem dar a mesma a devida atenção.... até o momento. Mãos a obra e boa sorte!


Octavio Neto Pitaluga
TEN - Top Executives Net
CNO - Chief Networking Officer

Share / Save / Bookmark

Saturday, December 18, 2010

Friday, December 17, 2010

Recognizing a Chief Networking Officer

CNO - Chief Networking Officer is a mega strategist and business networks manager. He operates seamlessly in the real world as well as in the virtual environment. He masters the art of turning contacts into long lasting relationships that lead to effective business.



Will you be a potential CNO? How HR departments will quickly recognize a future CNO? Let´s take 10 points that can assist you in this identification.

1. Leadership: CNO is a naturally born leader. He stands out from the crowd by his distinctive style. Sometimes softer, sometimes harder whenever the situation requires it, but always making the right decisions at precise time.

2. Communication: Both verbal and written communication, CNO presents his ideas in a didactic, clear, that makes a lot of sense and that will lead other stakeholders into action.

3. Strategist: all good people has strategic value for the short, medium and long term. The CNO understands that in order to reach big targets, it is essential to build an outstanding team and to implement a winning strategy that is inserted into the team´s DNA.

4. Relationship Manager: people oriented, he understands the value of every human being in the system and knows that they will change their position in the chain of stakeholders along the walk. What really matters is to identify those diamonds with which the CNO will shine together.

5. Innovativor: CNO is always attuned to the latest trends. A practical way to visualize this point are people who like technology, Internet, social networking and new business models in general.

6. Developer: of people and ideas. CNO is a coach by nature and master the business networks management coaching methodology. He knows that alone does not get far. He will just reach his destination if he is able to inspire and develop people by giving them a worthy purpose and higher value as well as he motivates people to belong to something bigger and that will make them proud of. That is his mission and purpose of life.

7. Self-motivated: He always sees the half full glass. His attitude is constructive because he is solely responsible for his fate. CNO does not waste time blaming others or finding excuses for their misfortunes, but is always motivating himself to find a solution to every challenge that is presented to him.

8. Negotiator: when dealing with various stakeholders, CNO is able to understand the subtleties of different motivations, needs and even concerns of their peers. Overcome conflicts of interests is crucial in order to drive the project to a harmonious and effective closure.

9. Noble values: CNO serves his network and does not use the same for his own benefit. He always adds a value well above this reward for such unique management. He is transparent in his real purpose and knows that means do not justify the ends.

10. Visionary: CNO sees wealth and value creation where most people can only see the obvious that their eyes show. He recognizes the diamond´s brilliance in each person and he knows the great opportunity that every one brings into his heart. He knows that they were born to shine and has a sincere interest to leave this legacy to all who will come after. His life transcends his time.

Have you identified yourself with this profile? Do you acknowledge this profile among your team members? Do you have professionals who have a natural potential to be worked through business networks management coaching so that they can add significant value to your business?

No matter your age, financial situation and / or career path. No matter how far you've walked and how much is still to come. No matter that most people still do not understand what you are and why you operate that way. Being a CNO is to attend a call. That inner voice that tells you that you came into the world to make a difference through efficient networks management.

Just follow your destiny then. Amen!

Octavio Neto Pitaluga
TEN - Top Executives Net
CNO - Chief Networking Officer


Share / Save / Bookmark

Thursday, December 16, 2010

Reconhecendo um Chief Networking Officer

CNO - Chief Networking Officer é um mega estrategista e gestor de redes de relacionamentos. Ele atua de forma integrada no mundo real assim e no ambiente virtual. Ele domina a arte de transformar contatos em relacionamentos duradouros que levam a negócios efetivos.



Será você um CNO em potencial? Como o RH das empresas reconhecerá um futuro CNO rapidamente? Vejamos 10 pontos que podem auxiliar nessa identificação.

1. Liderança: CNO é um líder nato. Ele se destaca na multidão pelo seu estilo diferenciado. Por vezes mais soft, por vezes mais hard, quando a situação assim exigir, mas sempre tomando as decisões certas na hora precisa.

2. Comunicação: Tanto na comunicação escrita quanto verbal, CNO apresenta suas ideias de forma didática, clara, que fazem muito sentido e que conduzem os demais stakeholders para a ação.

3. Estrategista: todas as boas pessoas tem valor estratégico de curto, médio e longo prazo. O CNO entende que para que grandes metas sejam alcançadas é fundamental que forme um time de primeira linha e que se implemente uma estratégia vencedora que esteja inserida no DNA da equipe.

4. Gestor de relacionamentos: orientado a pessoas, ele entende o valor de cada ser humano no sistema e sabe que eles mudarão de posicionamento na cadeia dos stakeholders ao longo da caminhada. O que verdadeiramente interessa é identificar aqueles diamantes com os quais o CNO brilhará em conjunto.

5. Inovador: CNO está sempre antenado com as tendências mais modernas. Uma forma prática de visualizar esse ponto são as pessoas que gostam de tecnologia, Internet, redes sociais e novos modelos de negócios de uma forma geral.

6. Desenvolvedor: de pessoas e de ideias. CNO é um coach por natureza e domina a metodologia de coaching de gestão de redes de negócios. Sabe que sozinho não se chega longe. Só alcançará seu destino se for capaz de inspirar e desenvolver pessoas dando a elas um propósito digno e de elevado valor enquanto as motiva a pertencer a algo maior e que as encha de orgulho. Essa é a sua missão e propósito de vida.

7. Auto-motivado: sempre enxerga a metade do copo cheia. Sua atitude é construtiva pois ele é o único responsável pelo seu destino. CNO não perde tempo culpando terceiros nem achando desculpas para seus infortúnios, mas está sempre se motivando a encontrar uma solução para cada desafio que lhe é apresentado.

8. Negociador: quando lidando com diversos stakeholders, CNO é hábil ao perceber as sutilezas das diversas motivações, necessidades e mesmo apreensões de seus pares. Superar os conflitos de interesse é fundamental para que se conduza o projeto para um fechamento harmonioso e efetivo.

9. Valores nobres: CNO serve a sua rede de relacionamentos e não faz uso da mesma em benefício próprio. Ele sempre adiciona um valor bem superior a sua recompensa por essa gestão única. Ele é transparente no seu real propósito e sabe que os meios não justificam os fins.

10. Visionário: CNO vê riqueza e construção de valor onde a grande maioria enxerga apenas o óbvio que seus olhos lhes apresenta. Ele reconhece o brilho do diamante de cada pessoa e sabe a bela oportunidade que ela traz em seu coração. Sabe que elas nasceram para brilhar e tem sincero interesse deixar esse legado para todos os que vierem depois. Sua vida transcende ao seu tempo.

Você se identificou com esse perfil? Você reconhece esse perfil em pessoas de sua equipe? Você tem profissionais com um potencial natural para que se bem trabalhados através de coaching de gestão de redes de negócios possam agregar significativo valor ao seu negócio?

Não importa a sua idade, situação financeira e/ou de carreira. Não importa o quanto já caminhou e o quanto ainda está por vir. Não importa que a maioria das pessoas ainda não entenda o que você é e porque atua dessa forma. Ser um CNO é atender a um chamado. Aquela voz interior que lhe diz que você veio ao mundo para fazer a diferença através de uma eficiente gestão de redes de relacionamentos.

Siga o seu destino então. Amém!


Octavio Neto Pitaluga
TEN - Top Executives Net
CNO - Chief Networking Officer

Share / Save / Bookmark

Monday, December 13, 2010

Avaliação de Jairo Siqueira

Jairo Siqueira foi um dos primeiros membros da TEN - Top Executives Net, que se interessaram pelo nosso treinamento sobre redes sociais. Após 3-4 anos do mesmo, perguntamos quais foram os benefícios e o valor que adicionamos com esse conhecimento. Eis que ele nos brinda com sua gentil resposta em vídeo. Muito obrigado!




Share / Save / Bookmark

Thursday, December 09, 2010

Supere suas Crenças Limitantes



Após todos esses anos como coach, em nossa modesta opinião, consideramos que os fatores que mais limitam o sucesso de uma pessoa são suas próprias crenças limitantes.

Nascemos para brilhar intensamente. Mas por que será que apenas poucas pessoas entendem isso claramente enquanto uma imensa maioria delas apenas sobrevive numa vida sem grandes conquistas?



Em geral, as escolas nos ensinam um bando de coisas de ordem técnica. Menos o essencial, que é de ordem intangível. O verdadeiro valor de um ser humano reside no seu intangível. A maioria das pessoas não é treinada e sequer entende seu real valor. Sua missão de vida. A razão de sua existência única. Ao contrário do que acreditamos ser importante para a formação pessoal e profissional, coaching não é ensinado nas escolas do mundo inteiro.

Por conta disso, a grande maioria das pessoas desconhece o tremendo impacto negativo que suas crenças limitantes causam em suas vidas. Elas não sabem o que é viver uma vida em abundância e sem limites. Elas nunca chegam a experimentar o poder de sua reprogramação mental.

Coaching pode ser rapidamente resumido como um programa de desenvolvimento humano. Fazer com que você se torne a pessoa para qual verdadeiramente nasceu em toda sua plenitude. Prefirimos definir coaching como uma metodologia de reprogramação mental que faz que todos seus valores intangíveis floresçam e gerando uma vida em abundância para você e todos os seus.

Em alguns dos nossos clientes de coaching, temos visto diversos diamantes que simplesmente desistem da caminhada. Eles nos procuram por que querem dar um salto de qualidade ímpar em suas vidas. Entretanto, quando mostramos que esse salto está atrelado a uma série de novos hábitos, valores, metas e, principalmente, da quebra de diversas crenças limitantes, lamentamos perceber que um razoável percentual desses profissionais simplesmente prefere continuar como está.

Felizmente, a grande maioria desses profissionais está posicionada em algum emprego que lhes remunere bem. Por vezes, é ai que reside o perigo. Segurança profissional e financeira levam a acomodação. A pessoa alcança uma zona de conforto que atende aos seus príncipios básicos de sobrevivência, mas que as impede de brilhar intensamente conforme escrito em seus destinos. Como consequência, elas passam a desenvolver uma série de crenças limitantes que simplesmente não permitem que elas cumpram com sua verdadeira missão de vida.

E você? Está disposto a verdadeiramente lapidar o seu diamante interior e a brilhar intensamente?

Que DEUS o abençoe em suas escolhas.


Octavio Neto Pitaluga
TEN - Top Executives Net
CNO - Chief Networking Officer

Share / Save / Bookmark

Tuesday, December 07, 2010

Promoção Natal 2010


Estamos com uma promoção de Natal única para nossos treinamentos sobre redes sociais. Fale conosco via Skype (octaviopitaluga). Os 10 primeiros alunos terão um belo presente! Entretanto, todos que se comprometerem conosco em 2010, também ganharão um benefício diferenciado.





A título de exemplo, por favor digite apenas Octavio no Google Brasil e você verá a sugestão de nosso nome conforme demonstrado abaixo. Quando clicar no Octavio Pitaluga, você verá toda nossa presença digital. Essa mágica acontece por que, através de nossas postagens de conteúdo nas redes sociais, "educamos e programamos" o Google a reconhecer nossa relevância na Internet e a gentilmente nos apresentar.


Isso demonstra o quão transparente nosso trabalho é. Transparência gera confiança. Confiança gera bons negócios. Esse é um dos diversos truques que ensinaremos nesse treinamento.


Share / Save / Bookmark